liturgia diaria santo do dia
Diocese Redentoristas
Facebook CNBB  
Radio Educadora
padres 01 padres 09
padres 01 diacono
padres 09 padrejcc

obra 48 3 ESTAÇÃOLeitor l

As ruas são esburacadas, e com muitas pedras.

 

Jesus vai carregando a cruz com muita dificuldade. Além do sofrimento físico, seu sofrimento psicológico é imenso! Só há hostilidade, desprezo, ofensa, humilhação para ele.
O condenado costumava levar também chicotadas e empurrões.
Nisto Jesus cai no chão. Seu corpo já ferido cobre-se de poeira.


Leitor 2
Na missa, o celebrante, na hora do ofertório, mistura uma gota d’água ao vinho. Água pode ser consagrada? Não. Acontece que aquela pouca água, misturada ao vinho, já é vinho, é impossível separá-la do vinho. E assim, é consagrada. Isto é um belo simbolismo. A humanidade, por si só, incapaz de participar da Graça de Deus, por mérito de Cristo, é elevada à participação na Vida divina, através da Graça Santificante e se torna “filha de Deus” por adoção.
A Misericórdia de Deus, ergue, levanta os caídos na batalha da vida. A Misericórdia de Deus se revela na sua infinita paciência de não se cansar de erguer-nos das quedas.
Queda e soerguimento. Cair é humano, ficar caído, não é humano. Desistir da luta não é humano.


Leitor 3
Nesta Via Sacra da Misericórdia, contemplamos Jesus que cai pela primeira vez debaixo da cruz, oprimido por seu peso. Ele não pode ficar caído, deve levantar-se para continuar na difícil tarefa de resgatar, redimir a humanidade de seus erros, pecados e quedas no mal.
Sua Misericórdia sempre nos levanta, sempre sua mão misericordiosa está estendida para nos erguer.
Cabe a nós também, a exemplo de Cristo, ajudar os que caem a se levantar para uma vida melhor.
Coragem para levantar-se, ânimo eis o que nos dá a Divina Misericórdia. A esperança é necessária para que ninguém fique a meio do caminho.
Divina Misericórdia, esperança da humanidade tende misericórdia de nós.
Diga ao ler esta reflexão, Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.

 

Pe. Macedo da Divina Misericórdia.