liturgia diaria santo do dia
Diocese Redentoristas
Facebook CNBB  
Radio Educadora
padres 01 padres 09
padres 01 diacono
padres 09 padrejcc

bibliaSetembro vai chegando ao fim. Mês da Bíblia, tempo de primavera.

É preciso agora, praticar e guardar no coração as coisas boas vividas. Na Bíblia encontramos a memória do povo de Deus e a revelação de um Pai amoroso que se mostra no seu Filho Jesus. "Eu e o Pai somos um. Quem me vê, vê o Pai."

Esta memória e este rosto de Deus, deve iluminar a nossa caminhada e continuar despertando em nossos corações, o desejo de estarmos sempre próximos de Deus.

A palavra pronunciada na Bíblia deve sempre ser pronunciada em nossos lábios. É necessário deixar o amor de Deus falar em nossas vidas. A proposta para esta semana é que cada um possa praticar uma boa ação a favor do seu irmão.

Vamos fazer uma corrente de boas ações.

Quem pratica o bem faz ressoar no mundo a alegria de Deus.

 

Pe. José Cláudio, CSsR. 

A primeira atitude para uma boa fala é o aprender a escutar. Quem escuta com o coração fala com sabedoria. É preciso escutar primeiro para depois falar, diz o ditado popular.

            Jesus é aquele que cura a nossa surdez do corpo e psíquica. Quando não ouvimos a Palavra de Deus com o coração fica difícil colocá-la em prática.

            Conduzir o barco para o meio do mar é procurar pescar diferente. É preciso sair da mesmice. Quanto mais ousado somos, mais fazemos o Reino de Deus acontecer.

            Setembro chegou e com ele o convite de sermos diferente. Vamos deixar o evangelho florir. Vamos falar com Jesus. Ele nos convida, basta escutá-lo com o coração.

 

Pe. José Cláudio, CSsR.

Agosto chega ao fim e neste ultimo domingo a Igreja celebra a vocação de ser catequista. Vocação de conduzir nossas crianças na fé. Ser catequista é exercer a pedagogia do amor, ou seja, testemunhar no dia a dia a experiência amorosa de Jesus.

            Na verdade, todos nós temos a vocação de sermos catequistas. Os pais em primeiro lugar. Maria de Nazaré foi a primeira catequista. Jesus tendo um ouvido de discípulo, escuta com carinho e atenção os ensinamentos de sua mãe.

            A vocês catequistas de nossa paróquia, um muito obrigado. Gratidão pelo dia de vocês. Continuem conduzindo nossas crianças e adultos na fé. É preciso sempre encantar-se por Jesus e assim, fazer com que a palavra de Deus seja plausível para todas as pessoas. Viva a alegria de ser catequista.

Agosto se vai. Que venha setembro com o calor da primavera e alegria do viver.

 

Pe. José Claudio, CSsR.

Iniciamos mais uma semana com o convite de Jesus: Quem quer ser o primeiro deve ser o ultimo e devemos acolher todos àqueles que chegam até nós.

Para os discípulos de Jesus era difícil entender isto. Havia muitas regras e disciplinas. Para a cultura judaica, os melhores lugares era sinal de status. Jesus propõe um messianismo do serviço.

Oxalá cada um de nós possa deixar o coração ficar abrasado pelo convite de Jesus, vem e segue-me e assim realizarmos nossa missão.

Que o Senhor abençoe nossa semana,

Amém!

Pe. José Claudio, CSsR.

A palavra de Deus é uma grande parábola dentro de nós. Os personagens bíblicos moram dentro de nós. É preciso um olhar fixo em Jesus para percebermos a realidade de Deus.

Quando olho o meu irmão e desperto nele o que ele tem de melhor, quando gosto de gente, vivo o amor ao diferente.

Leia mais...

A essência do anúncio de Jesus é sempre a mesma: O Reino de Deus e o amor sem medida. Jesus vivendo num mundo religioso, onde as regras eram excessivas, pregou a simplicidade do culto e da religião. Deus é Pai, Aba (Paizinho), e Ele é o caminho a verdade e a vida.

Na cultura atual precisamos simplificar o anúncio. Muitas regras e rigor tiram o foco da novidade de Jesus. É preciso mais caridade e alegria no viver.

Nesta semana somos convidados a colocar em prática a nossa fé. Marcos, na metade do seu evangelho, nos mostra um Jesus que exige atitude: Tome a sua cruz e me siga.

Neste mês da Bíblia vamos crescendo na escuta serena da palavra de Deus e assim, atualizando sempre o jeito de anunciar o evangelho. Este modo de viver nos aproximará de Jesus e dos nossos irmãos.

Pe. José Claudio, CSsR. 

A pergunta do jovem é pertinente: "Mestre, o que preciso fazer para ganhar a vida eterna?" Jesus na resposta vai além. É preciso mais do que cumprir a lei. É necessário viver na liberdade e na gratuidade.

Quando Jesus diz, vai e vende tudo o que tem, é para vivermos a alegria do desapego. Só uma pessoa desapegada consegue ser livre e fiel em Cristo.

Este é o convite que Jesus faz a todos nessa semana em que somos convidados a viver. Sejamos livres e fiéis em Cristo para vivermos e sentirmos o grande amor do nosso Deus.

Uma boa semana e que a benção do Senhor seja despertada em seu coração.

Pe. José Claudio, CSsR.