liturgia diaria santo do dia
Diocese Redentoristas
Facebook CNBB  
Radio Educadora
padres 01 padres 09
padres 01 diacono
padres 09 padrejcc

ArquivoExibirEstou lendo um livro, em que cada leitor da Igreja atual, deveria ter em mãos. "As 10 heresias do catolicismo atual". O autor, GonzalezFaus, com toda a sua competência intelectual e espiritual nos faz penetrar numa teologia bem elaborada e aplicada na prática pastoral e nos desafios da Igreja hodierna.

Leia mais...

Jesus profetiza em sua terra.

                Iniciamos a semana deste tempo comum com o evangelho de Marcos 6, 1-6, onde Jesus visita a sua terra natal. Lá a sua mensagem não é aceita. Eles não aceitam Jesus pois, Ele é um dos nossos. Seus conterrâneos não conseguem vê-lo com os olhos da fé. O coração está fechado.

                Para acolher e ver Jesus é preciso coração aberto. Coração aberto supõe fé e coragem. Fé e coragem supõe atitude e conversão. Por isso que é difícil ver Jesus, pois quem faz essa experiência muda de vida. Mudar de vida é difícil pois tem que deixar para traz, aquilo que não nos deixa caminhar na alegria.

                Vamos nesta semana, experimentar o amor de Deus em Jesus e nos perguntar: o que nos impede de ver Jesus?

                              

 

Pe. José Claudio, CSsR.

 

 

PS: E você, vai participar da Caminhada da Paz? 

teología-da-libertaçãoReservo este espaço para uma pergunta inquietante da cultura atual: Deus, onde estás?

Pode ser uma indagação tola, mas um questionamento que muda o itinerário de uma vida.

            Responder que Deus está em toda a parte já não satisfaz mais. É preciso uma nova postura de pensar e de experimentar o amor de Deus. É necessário valorizar a experiência humana. O homem (quando digo isso, digo também a mulher) deve ser o ponto de partida da pergunta da fé, da sua experiência indo ao encontro com Deus. É o homem que caminha para Deus dando sentido a sua vida. Deus já veio, sempre vem. Mas, se a experiência não parte do coração humano não ganha sentido na cultura atual.

            Começar de Deus para explicar se vale a pena ter fé é complicado. A pergunta pela necessidade do homem qualifica o mundo e "enobrece ainda mais Deus". Este modo de pensar valoriza ainda mais o fazer teologia.

            Hoje, com toda essa pluralidade, homem e Deus devem caminhar de mãos dadas. Que tal valorizar ainda mais a antropologia? Assim, estaremos falando mais de Deus ao homem pós moderno.

 

Pe. José Claudio Teixeira, CSsR.

Memória tesouro que carrego

como grande vaso que a cada instante

me chama a conversão.

Memória que afeta

desperta

reacende a busca de Deus.

Memória

dizer de forma diferente

o que vive e sente.

Transformar e redizer o vivido

com o coração em chama

em pranto.

Memória agradecida

é o transfigurar junto de Deus todo o nosso ser.

Memória agradecida

traduz o sentido de pertença a mim mesmo.

 

Pe. José Cláudio, CSsR.

Naquele tempo os apóstolos reuniram com Jesus e contaram tudo o que tinham feito e ensinado (Mc 6,30-34).

Se assim podemos dizer Jesus inaugura a pedagogia do descanso. Após um tempo de intenso trabalho vem a partilha, vem a revisão. Como se diz na linguagem popular: "É hora de recarregar as baterias".

Jesus descansa, imagem bonita para aplicarmos na cultura atual, conhecida como a cultura da velocidade. Ninguém quer parar. Mas, é preciso parar.

Celebramos neste domingo com o missionários Redentoristas de todo o mundo o domingo do Santíssimo Redentor. Esta festa é celebrada no 3º domingo de julho. O santíssimo Redentor é o titular da Congregação Redentorista. Junto dele Copiosa é a Redenção.

Pe. José Cláudio, CSsR.

É festa, é alegria, é o tempo de missão. Nossa Província (Minas, Rio, Espírito Santo), vive mais uma Ordenação Presbiteral. É mais um missionário chegando. E quando chega uma Ordenação é sinal que a graça de Deus e uma grande parcela deste povo trabalhou. É isto mesmo. Toda a tarefa do reino é feita em mutirão e comunhão.

Festa pelos 150 anos da entrega do Ícone da Mãe do Perpétuo Socorro aos Missionários Redentoristas. Padroeira da Missão, nossa mãe do Perpétuo Socorro. Em nossa paróquia, no bairro Serra Azul, temos uma comunidade com o título de mãe do Perpétuo Socorro.

 

Participe da novena e de Nossa Festa.

 

Abraços,

 

Pe. José Claudio, CSsR.

Memória tesouro que carrego

como grande vaso que a cada instante

me chama a conversão.

Memória que afeta

desperta

reacende a busca de Deus.

Memória

dizer de forma diferente

o que vive e sente.

Transformar e redizer o vivido

com o coração em chama

em pranto.

Memória agradecida

é o transfigurar junto de Deus todo o nosso ser.

Memória agradecida

traduz o sentido de pertença a mim mesmo.

Pe. José Cláudio, CSsR.

Jesus nos convida para irmos para outra margem, para o outro lado do mar (Mc 4,35-41).

É o convite para sairmos da comodidade e assumirmos a tarefa de fazer o reino de Deus acontecer. Muitas vezes ficamos parados e o medo toma conta do nosso coração. Ter medo é humano, mas quando toma conta do nosso ser ele nos paralisa. como diz o poeta "o pior morto é aquele que parou por dentro".

Que as tempestades da vida não tomem conta do nosso coração. Alegria, Jesus caminha sempre nos convidando a darmos passos constantes em direção à partilha e comunhão.

Sejamos dóceis a este convite.

Um abraço, Pe. José Cláudio CSsR.